Centro Inclusivo da Alece realiza pesquisa para identificar crianças com Síndrome de Down

Pesquisa é aplicada de forma virtual Pesquisa é aplicada de forma virtual Arte: Alece

 O Centro Inclusivo para Atendimento e Desenvolvimento Infantil (Ciadi) da Assembleia Legislativa do Ceará realiza pesquisa para identificar parentes de primeiro grau (filhos e netos) de servidores e servidoras com síndrome de Down. Para participar da consulta, as pessoas devem acessar o link  AQUI e responder o questionário com cinco perguntas. A partir dos dados coletados, será oferecido atendimento a essas crianças, de 2 a 7 anos de idade, inicialmente.

O cuidado com a saúde da criança, por meio da estimulação precoce e acompanhamento do desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida, é tarefa essencial para a promoção à saúde, prevenção de agravos e a identificação de atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor, bem como de efeitos na aquisição da linguagem, na socialização e na estruturação subjetiva, podendo contribuir, inclusive, na estruturação do vínculo mãe/bebê e na compreensão e no acolhimento familiar dessas crianças.

Com o objetivo de prestar atendimento às crianças e adolescentes, de 2 a 14 anos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e de 2 a 7 anos com Síndrome de Down, o Ciadi foi criado pela Resolução nº 719, de 20 de maio de 2021, para oferecer assistência especializada, segura, de qualidade e humanizada a essas crianças e adolescentes, visando sua inclusão, reabilitação e desenvolvimento intelectual, psicossocial e motor, além de desenvolver estudos e pesquisas na área na busca de melhorias para qualidade de vidas dos mesmos.

O que busca a pesquisa

A coordenadora do Centro, Saskia Vaz, explica que o objetivo em relação à pesquisa é identificar objetivamente o público com síndrome de Down com parentesco de primeiro grau com servidores e servidoras do Poder Legislativo. "Para além desse objetivo, também será criado um banco de dados e atendidas as crianças encontradas na faixa etária de dois a sete anos. Não serão todas, a depender do número de crianças, pois teremos um número limitado para iniciar o atendimento", explica.

Saskia Vaz informa ainda que o Ciadi é o Centro que atualmente está atendendo crianças do espectro autista. Com a expansão dos serviços, será permitida a inclusão das crianças com sídrome de Down. "Para que a nossa equipe contemple essa necessidade, nós precisamos primeiramente identificar os filhos e netos de servidores que necessitam do atendimento", frisa. Após identificado o público, serão lançadas estratégias para atender as crianças de dois a sete anos. Em um segundo momento, a faixa etária será estendida.

JS

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/