Evandro Leitão valida planejamento estratégico do Programa Alece 2030

Programa Alece 2030 foi desenvolvido com a participação dos servidores Programa Alece 2030 foi desenvolvido com a participação dos servidores Programa Alece 2030 foi desenvolvido com a participação dos servidores Programa Alece 2030 foi desenvolvido com a participação dos servidores Foto: Marcos Moura

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), reuniu-se, nesta segunda-feira (27/09), com o Comitê de Gestão Estratégica (Coge) e representantes da Fundação Dom Cabral (FDC) e da Barros Soluções em Gestão para validação do planejamento estratégico do Programa Alece 2030, que define as prioridades do Parlamento cearense para os próximos dez anos.

Para o presidente Evandro Leitão, liderar o processo de elaboração do Programa Alece 2030 tem sido um desafio, mas também uma fonte de satisfação e aprendizado diário. “Todo dia é um recomeço, sobretudo, com tantas vertentes que temos dentro de uma Casa Parlamentar, com suas mais diversas ideologias e pensamentos. E nós temos de convergir todas essas ideias e interesses para algo em comum. Esse algo em comum é a melhoria de vida da população cearense”, enfatizou. 

Na reunião, os professores Caio Marini, da Fundação Dom Cabral (FDC), e Valdemar Barros, da Barros Soluções em Gestão (representante da FDC no Ceará), apresentaram o Programa de Desenvolvimento do Modelo de Gestão Estratégica da Alece. Foram mostrados a análise de contexto, tanto do ambiente interno quanto externo da Alece; a identidade organizacional, com missão, visão e valores; o mapa estratégico, com perspectivas e objetivos estratégicos; indicadores e metas de curto, médio e longo prazos, e as iniciativas, com inventário dos projetos em andamento.

Valdemar Barros, professor associado da Fundação Dom Cabral, assinalou que a proposta de planejamento estratégico tem, entre seus objetivos, a ampliação da participação da sociedade no Parlamento, ressaltando que, para isso, são necessários processos, pessoas e tecnologia.

“Daí vem a perspectiva de reinvenção dos processos, capital humano e transformação digital em um mundo em que a aceleração digital, a partir da Covid-19, é especial. Não podemos esquecer que somos privilegiados e temos acesso fácil, mas olhando a sociedade cearense, temos uma camada da pirâmide social que precisa, nessa trajetória, ter facilitado o seu acesso. Inclusive o próprio Parlamento pode ser um instrumento interessante e produzir essa resposta diferenciada”, avaliou.

Visão de longo prazo

Segundo a controladora da Casa e secretária executiva do Comitê de Gestão Estratégica (Coge), Sílvia Helena Correia, o Programa Alece 2030 destaca-se por se tratar de uma visão de longo prazo do gestor, não se restringindo apenas ao período de seu mandato e deixando um norte traçado para a instituição.

Ela informou ainda que, na reunião de hoje, foi entregue o trabalho realizado entre março e setembro deste ano pelo Coge e a Fundação Dom Cabral, a partir de oficinas e workshops com servidores de diversos setores do Poder Legislativo. Conforme Silvia, todo o conhecimento obtido nesse processo foi validado com a Fundação Dom Cabral. “Nesse período, trabalhamos com a participação direta de 75 servidores, que nem sempre ocupam cargos de chefia, mas conhecem a cultura da Assembleia e de todos os seus órgãos, para o processo ser legítimo”, assinalou.

O servidor do Poder Legislativo e designer gráfico do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp), Valdo Costa, foi um dos 75 servidores que participaram desse processo. Ele contou que os servidores participaram de workshops para discutir o planejamento estratégico do Programa Alece 2030.

“Cada workshop tratava de um tema específico: o primeiro foi para criar a missão e a visão, outro para criar os objetivos estratégicos, outro para criar os projetos alinhados a esses projetos estratégicos. O resultado desses workshops foi o plano completo, e tudo isso foi colocado em um documento para que o Coge validasse com o presidente Evandro Leitão”, explicou.

Próximas etapas

A secretária executiva do Coge, Sílvia Correia, comentou que é comum, quando se fala em planejamento, fazer um diagnóstico para só então executar o plano. No entanto, ela ressaltou que o Programa Alece 2030 já começou a executar grande parte dos projetos, a exemplo do Programa de Responsabilidade Social, Pacto Ceará Sem Fome, Rádio 4.0, MBA em Gestão e Governança Pública e Assessoria Parlamentar e a realização de concurso público.

As próximas etapas do Programa Alece 2030, conforme Silvia Correia, consistirão no detalhamento do planejamento em seis áreas da Casa: Diretoria Legislativa, Comunicação Legislativa, Departamento de Gestão de Pessoas, Coordenadoria de Tecnologia da Informação, Comitê de Responsabilidade Social e Ouvidoria Parlamentar.

Da Agência de Notícias da Alece

 

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/